Início
Títulos por editor: Celta
Foram encontrados 55 registos

              Fazer nova pesquisa
1 Lynx  -  DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE EMPRESARIAL
Desenvolvimento sustentável e responsabilidade empresarial / Maria João Nicolau Santos (coord. de), José Luís Almeida e Silva [et al.] . - Oeiras : Celta, 2005. - 246 p.


  CATARINA EUSEBIO   EUSEBIO, CATARINA   HENRIQUES, PAULO LOPES   JOSE JOAO SAMPAIO   JOSE LUIS ALMEIDA E SILVA   MARIA JOAO NICOLAU SANTOS   PAULO LOPES HENRIQUES   SAMPAIO, JOSE JOAO   SANTOS, MARIA JOAO NICOLAU   SILVA, JOSE LUIS ALMEIDA E   CDU 33
2 Lynx  -  CAPUCHA, Luís
Desafios da pobreza / Luís Capucha . - Oeiras : Celta, 2006. - 394 p.


  CAPUCHA, LUIS   LUIS CAPUCHA   CDU 31
3 Lynx  -  COMISSÃO MUNDIAL SOBRE A DIMENSÃO SOCIAL DA GLOBALIZAÇÃO
Por uma globalização justa : criar oportunidades para todos / Comissão Mundial Sobre a Dimensão Social da Globalização . - Oeiras : Celta, 2005. - 226 p.


  COMISSAO MUNDIAL SOBRE A DIMENSAO SOCIAL DA GLOBAL [...]   CDU 32
4 Lynx  -  VOZES DO POVO
Vozes do povo : a folclorização em Portugal / org. de Salwa El-Shawan Castelo-Branco, Jorge Freitas Branco . - Oeiras : Celta, 2003. - 690 p. ; 235x155 mm
A folclorização é um fenómeno cultural da modernidade. Operando com as noções de folclorismo e de folclorização, a presente obra pretende equacionar os parâmetros de um processo que conduziu à mobilização e integração das populações rurais na nação. Este efeito integrador estender-se-ia também à diáspora lusa.Uma perspectiva múltipla presidiu à organização deste volume: abordar o folclore como cultura expressiva, avaliar o seu papel na sociedade e apresentar elementos para facultar uma visão comparada. Os capítulos tratam os seguintes tópicos: políticas da cultura, eventos, constituição de patrimónios, associativismo, representação da tradição, protagonistas, artefactualidade, lugares, turismo e diáspora. A amplitude das abordagens adoptadas nos artigos resulta da filiação disciplinar variada dos seus autores: antropologia, etnomusicologia, história, musicologia histórica, perfomance studies e sociologia.


  ALVES, VERA MARQUES   ANA CRISTINA BRISSOS   ANDREA KLIMT   ANTONIO J. CESAR   ANTONIO MEDEIROS   ARTIAGA, MARIA JOSE   BARRIGA, MARIA JOSE   BRANCO, JORGE FREITAS   BRIAN JUAN O´NEILL   BRISSOS, ANA CRISTINA   CARLA SOUSA   CASTELO-BRANCO, SALWA EL-SHAWAN   CATARINA SILVA NUNES   CESAR, ANTONIO J.   CHEVALIER, SOPHIE   CLEMENTE, LUIS   CONDE, IDALINA   DANIEL MELO   EUGENIO PASCELE LACERDA   FELIX, PEDRO   FORTE, MARIA JOAO FIGUEIREDO   HOLTON, KIMBERLY DACOSTA   IDALINA CONDE   JOAO MANUEL OLIVEIRA   JOAO VASCONCELOS   JORGE FREITAS BRANCO   JOSE SOARES NEVES   KIMBERLY DACOSTA HOLTON   KLIMT, ANDREA   LACERDA, EUGENIO PASCELE   LIMA, MARIA JOAO   LUIS CLEMENTE   LUISA ROUBAUD   LUISA TIAGO DE OLIVEIRA   MANUEL DENIZ SILVA   MARGARET SARKISSIAN   MARGARIDA SEROMENHO   MARIA DO ROSARIO PESTANA   MARIA JOAO FIGUEIREDO FORTE   MARIA JOAO LIMA   MARIA JOAO MOTA   MARIA JOSE ARTIAGA   MARIA JOSE BARRIGA   MARIA MANUEL SILVA   MAXIMINO, PAULO   MEDEIROS, ANTONIO   MELO, DANIEL   MONTEIRO, PAULO FILIPE   MOTA, MARIA JOAO   NEVES, JOSE SOARES   NUNES, CATARINA SILVA   O´NEILL, BRIAN JUAN   OLIVEIRA, JOAO MANUEL   OLIVEIRA, LUISA TIAGO DE   PAULO FILIPE MONTEIRO   PAULO MAXIMINO   PAULO RAPOSO   PEDRO FELIX   PESTANA, MARIA DO ROSARIO   PETAS, TERESA I.   RAMOS, RUI   RAPOSO, PAULO   ROUBAUD, LUISA   RUI RAMOS   SALWA EL-SHAWAN CASTELO-BRANCO   SARDO, SUSANA   SARKISSIAN, MARGARET   SEROMENHO, MARGARIDA   SILVA, MANUEL DENIZ   SILVA, MARIA MANUEL   SOPHIE CHEVALIER   SOUSA, CARLA   SUSANA SARDO   TERESA I. PETAS   VASCONCELOS, JOAO   VERA MARQUES ALVES   CDU 301
5 Lynx  -  TORRES, Anália Cardoso
Vida conjugal e trabalho : uma perspectiva sociológica / Anália Cardoso Torres . - Oeiras : Celta, 2004. - 177 p. ; 235x155 mm
Vida conjugal e trabalho são duas dimensões do quotidiano que se transformaram nos últimos anos.No domínio do trabalho, são evidentes as mudanças. Com efeito, nos últimos 20 anos, entraram no mercado de trabalho, em Portugal, quase 900 mil mulheres e apenas 90 mil homens. Esta realidade, que se generalizou no mundo ocidental, não pode, contudo, fazer esquecer que a maioria das mulheres sempre desenvolveu um conjunto de actividades com relevância económica: trabalho no campo, nas fábricas, no comércio e nos serviços pessoais e domésticos. Boa parte dessa actividade, em particular os cuidados com os filhos, as tarefas domésticas ou em pequenas empresas familiares, de tão "naturais" eram invisíveis ou subestimadas.Mas a questão porventura mais relevante é que, independentemente da maior ou menor necessidade económica, as mulheres casadas, mesmo as de fracos rendimentos, passaram a querer trabalhar no exterior uma vez feita a experiência e observada a de outras.Este livro ajuda a perceber as relações que se estabelecem entre estas duas esferas e mostra que, por vezes, as vidas reais não copiam os estereótipos que inspiram. Nem sempre os homens se mobilizam, no fundamental, pelo trabalho. E a família, sem perder nada da sua importância, deixa de ser o referente identitário único para muitas mulheres.E se, afinal, neste planos, as diferenças entre os sexos não fossem assim tão relevantes?


  ANALIA CARDOSO TORRES   TORRES, ANALIA CARDOSO   CDU 301
6 Lynx  -  SIMETRIAS E IDENTIDADES
Simetrias e identidades : jovens negros em Portugal / org. de Jorge Vala . - Oeiras : Celta, 2003. - 246 p. ; 235x155 mm
Este trabalho fala das aspirações, projectos de vida, atitudes e identidades dos jovens "negros" com origens nas ex-colónias portuguesas em África e que residem em Portugal.Mas este trabalho é também sobre a maioria branca. Uma maioria que, para construir a sua própria identidade, criou categorias classificatórias que diferenciam e, muitas vezes, estigmatizam e excluem: pretos, minorias étnicas, imigrantes de segunda geração, etc. Rótulos que conjuram o receio da diferença e protegem da ameaça da semelhança.


  DINIZ LOPES   FERREIRA, VITOR S.   JORGE VALA   LIMA, MARCOS EUGENEO   LOPES, DINIZ   MARCOS EUGENEO LIMA   VALA, JORGE   VITOR S. FERREIRA   CDU 301
7 Lynx  -  CENTENO, Maria de Lourdes
Teoria do risco na actividade seguradora / Maria de Lourdes Centeno . - Oeiras : Celta, 2003. - 226 p. ; 235x155 mm
A teoria do risco desempenha um papel importante na formação actuarial, conforme documenta o Core Syllabus for Actuarial Trainning in Europe do Groupe Consultatif. Apresentam-se nesta obra os modelos estatísticos essenciais à resolução da maioria dos problemas actuariais, com destaque para os dos seguros não vida. Para além da apresentação dos processos estocásticos tradicionais, nos quais se baseiam os modelos clássicos da teoria do risco, o livro reflecte o estado de desenvolvimento do actuariado não vida. São abordados tópicos como a determinação da distribuição das indemnizações agregadas, princípios de cálculo do prémio, determinação do tipo e nível de resseguro, teoria da ruína e sistemas de bonus-malus.


  CENTENO, MARIA DE LOURDES   MARIA DE LOURDES CENTENO   CDU 301
8 Lynx  -  QUINTELA, Sofia Cochofel
Sentidos do agir : contributos para a compreensão das perturbações de comportamento / Sofia Cochofel Quintela . - Oeiras : Celta, 2004. - 224 p. ; 235x155 mm
"O assunto sobre o qual versa esta obra, construída com afã pela sua autora, parece-nos constituir um bom 'instrumento' para podermos encarar e pensar a delinquência, ou seria melhor dizer os delinquentes, de uma forma que não é muito habitual encontrarmos como proposta: não há delinquência mas sim delinquências, sendo dado que cada delinquente apresenta uma 'face' que os distingue bem uns dos outros. Para se encontrarem estas faces contribuiu, certamente, e de modo inequívoco, a forma como são cruzadas as narrativas obtidas através das histórias de vida dos 'casos' considerados, com os protocolos de TAT que constituem como que uma outra narrativa a operar sobre um outro vértice de observação. Este cruzamento, operado com mestria pela autora, é o que determina, quanto a nós, a principal riqueza deste trabalho e o que nos leva a apreciá-lo e a recomendá-lo."[Do prefácio de Maria Emília Marques]


  QUINTELA, SOFIA COCHOFEL   SOFIA COCHOFEL QUINTELA   CDU 301
9 Lynx  -  RETÓRICAS SEM FRONTEIRAS
Retóricas sem fronteiras : mobilidades vol. 1 / org. de Jorge Freitas Branco, Ana Isabel Afonso . - Oeiras : Celta, 2003. - 186 p. ; 235x155 mm
Neste primeiro volume publicam-se os textos das comunicações ao II Encontro de Antropólogos Ibéricos, realizado em Évora em 2002, centradas no fenómeno das mobilidades. O leque temático vai dos estudos ciganos à política de cultura, à cultura da memória ou às autobiografias.


  AFONSO, ANA ISABEL   ANA GIMENEZ   ANA ISABEL AFONSO   BRANCO, JORGE FREITAS   BRIAN JUAN O´NEILL   CARLOS BRANCO MENDES   CUNHA, MANUELA IVONE   EMA PIRES   ENRIQUE LUQUE   GARCIA, JOSE LUIS   GIMENEZ, ANA   JOAN PRAT   JORGE FREITAS BRANCO   JOSE LUIS GARCIA   LOURDES MENDEZ   LUQUE, ENRIQUE   MANUEL JOAO RAMOS   MANUELA IVONE CUNHA   MENDES, CARLOS BRANCO   MENDEZ, LOURDES   O´NEILL, BRIAN JUAN   PIRES, EMA   PRAT, JOAN   RAMOS, MANUEL JOAO   SAMA, SARA   SARA SAMA   TXEMA URIBE   URIBE, TXEMA   CDU 301
10 Lynx  -  ABRANTES, Pedro
Os sentidos da escola : identidades juvenis e dinâmicas de escolaridade / Pedro Abrantes . - Oeiras : Celta, 2003. - 157 p. ; 235x155 mm
"A escola. Ponto de passagem obrigatório e espaço omnipresente na modernidade tardia, é simultaneamente um repositório de exigentes expectativas e um alvo constante de acusações e desilusões. Por outro lado, os jovens. A escola como ponto de convergência de alunos, palco de encontros e de interacções. Ou seja, enquanto espaço relacional onde se formam redes de sociabilidade, constituem-se novos grupos e reproduzem-se afinidades prévias. A presente obra, articulando várias perspectivas teóricas - notavelmente a sociologia da juventude e a sociologia da educação -, reflecte nestas questões de forma abrangente. O que é, afinal, a escola? Que sentidos diversos lhe são atribuídos, pelos diferentes actores que vivem (n)a escola? Que posições e disposições têm os alunos face à escola? Que projectos, experiências e identidades se constroem na escola ou em sua oposição? De que forma a própria escola condiciona as identidades e culturas juvenis? As diversas 'histórias da escola', narradas por Pedro Abrantes com base numa pesquisa qualitativa que levou a cabo numa escola secundária dos subúrbios de Lisboa, fornecem elementos preciosos para estas discussões, permitindo ao leitor penetrar nos quotidianos da escola e, ao mesmo tempo, reflectir sobre como esta instituição se enquadra nos quotidianos daqueles que a frequentam."[Pedro Abrantes]


  ABRANTES, PEDRO   PEDRO ABRANTES   CDU 301
11 Lynx  -  RETÓRICAS SEM FRONTEIRAS
Retóricas sem fronteiras : violências vol. 2 / org. de Jorge Freitas Branco, Ana Isabel Afonso . - Oeiras : Celta, 2003. - 212 p. ; 235x155 mm
Neste segundo volume publicam-se os textos das comunicações ao II Encontro de Antropólogos Ibéricos, realizado em Évora em 2002, centradas no fenómeno das violências. O leque temático vai da ciganologia ao terrorismo, à cultura da memória e à motorização.


  ADOLFO YANEZ CASAL   AFONSO, ANA ISABEL   ANA ISABEL AFONSO   AZCONA, JESUS   BRANCO, JORGE FREITAS   CASAL, ADOLFO YANEZ   CATARINA SILVA NUNES   CATEDRA, MARIA   DANIEL SEABRA LOPES   DELGADO, MANUEL   GONCALO PRACA   JESUS AZCONA   JORGE FREITAS BRANCO   JOSEBA ZULAIKA   LOPES, DANIEL SEABRA   MANUEL DELGADO   MANUEL JOAO RAMOS   MARIA CATEDRA   MONICA CORNEJO VALLE   NUNES, CATARINA SILVA   PAULO CASTRO SEIXAS   PEDRO SILVA SENA   PRACA, GONCALO   RAMOS, MANUEL JOAO   RICARDO ROQUE   ROQUE, RICARDO   SEIXAS, PAULO CASTRO   SENA, PEDRO SILVA   VALLE, MONICA CORNEJO   ZULAIKA, JOSEBA   CDU 301
12 Lynx  -  BAPTISTA, Fernando Oliveira ; SANTOS, Ricardo Terra
Os proprietários florestais : resultados de um inquérito / Fernando Oliveira Baptista, Ricardo Terra Santos . - Oeiras : Celta, 2005. - 100 p. ; 235x155 mm
Diferentes grupos de proprietários repartem entre si a floresta. São eles o Estado, os proprietários de áreas comunitárias (geralmente referidos apenas como baldios), as grandes empresas industriais e exportadoras, um conjunto diversificado de entidades (câmaras municipais, juntas de freguesia, associações, Igreja, etc.) e, ocupando quase três quartos da área florestal do Continente, os que neste trabalho foram designados por proprietários florestais privados. São precisamente estes últimos que constituem o objecto deste livro, e são também os que mais tardiamente se identificaram e ganharam visibilidade social enquanto proprietários florestais.Identificaram-se cinco tipos, bem distintos, de proprietários florestais privados. Diferenciam-se pelas lógicas económicas com que gerem a floresta, pelas práticas de gestão, pelos produtos e serviços a que se dedicam, pelos modelos de trabalho e de investimento. A principal conclusão deste trabalho é precisamente esta diversidade e as suas consequências ao nível da análise da floresta e das políticas que lhe são destinadas.


  BAPTISTA, FERNANDO OLIVEIRA   FERNANDO OLIVEIRA BAPTISTA   RICARDO TERRA SANTOS   SANTOS, RICARDO TERRA   CDU 301
13 Lynx  -  PINA, Ana Maria
A quimera do ouro : os intelectuais portugueses e o liberalismo / Ana Maria Pina . - Oeiras : Celta, 2003. - 190 p. ; 235x155 mm
A disciplina histórica é um território gerador de paixões. Este livro analisa as paixões despertadas pelo liberalismo: a paixão de Herculano pela ditadura de 34; a paixão de Oliveira Martins por D. Miguel; a paixão de José de Arriaga por Manuel Fernandes Tomás e pela revolução de 1820; a paixão de António Sérgio por Mouzinho da Silveira; a paixão de António Sardinha por Garrett e pelos intelectuais oitocentistas "desiludidos" do liberalismo; a paixão liberal de Joaquim de Carvalho; a paixão de Julião Soares de Azevedo pela burguesia; a paixão de José Tengarrinha pelo povo da revolução de Setembro e da Patuleia; a paixão, ou melhor, a compaixão de Joel Serrão pelo Portugal oitocentista.Para além das paixões positivas houve as negativas, igualmente intensas. Estas paixões tiveram consequências. Na maneira de interpretar o liberalismo e, mais do que isso, de encarar o país e as suas potencialidades.


  ANA MARIA PINA   PINA, ANA MARIA   CDU 93
14 Lynx  -  PRISÕES NA EUROPA
Prisões na Europa : um debate que apenas começa : starting a debate =European prisions / org. de António Pedro Dores . - Oeiras : Celta, 2003. - 196 p. ; 235x155 mm
As prisões reforçam a sua presença na Europa, na vida de cada vez mais europeus. Para os autores, o facto de a autoridade do Estado ter necessidade de sobrelotar as prisões, dá-nos, ao mesmo tempo, um sinal da sua fraqueza perante as sociedades actuais. Estudar as prisões seria, por isso, questionar a nossa capacidade de nos transformarmos, enquanto pessoas e enquanto povos. Também em Portugal a visibilidade dos temas prisionais emerge com uma autonomia relativa de temas afins, como a segurança, a criminalidade e a justiça. Áreas estas onde há uma exiguidade de conhecimentos e competências que urge ultrapassar.Este trabalho decorre de uma discussão transdisciplinar e europeia sobre temas prisionais. Nele se apresentam diversos pontos de partida disciplinares e em função de realidades europeias distintas.


  ANTONIO PEDRO DORES   BEIRAS, INAKI RIVERA   COSTA, EDUARDO MAIA   DORES, ANTONIO PEDRO   EDUARDO MAIA COSTA   GAETANO DE LEO   GONNELA, PATRIZIO   HUGO SEABRA   INAKI RIVERA BEIRAS   LEO, GAETANO DE   MARIA JESUS MIRANDA   MARIA JOAO VAZ   MARTA MONCLUS MASO   MASO, MARTA MONCLUS   MIRANDA, MARIA JESUS   MONICA ARANDA OCANA   OCANA, MONICA ARANDA   PATRIZIO GONNELA   SEABRA, HUGO   VAZ, MARIA JOAO   CDU 301
15 Lynx  -  PORTUGAL E A SOCIEDADE DO CONHECIMENTO
Portugal e a sociedade do conhecimento : dinâmicas mundiais, competitividade e emprego / org. de Isabel Salavisa Lança, Fátima Suleman e Maria de Fátima Ferreiro . - Oeiras : Celta, 2004. - 282 p. ; 235x155 mm
Eis a aposta desta obra: equacionar a posição de Portugal perante a sociedade do conhecimento e as dinâmicas mundiais, e respectivas repercussões na competitividade e no emprego.A análise incide sobre as várias dimensões sociais em jogo, num mundo complexo, instável e atravessado por extraordinárias transformações na última dezena e meia de anos: revolução tecnológica, recomposição geoestratégica e reconfiguração dos grandes blocos económicos, emergência de novos actores, globalização.Os capítulos do livro reflectem uma grande diversidade temática e disciplinar, que, no entanto, preserva a coerência interna, resultante do facto de a investigação ter decorrido, no essencial, num quadro único, o do Dinâmia - Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica (associado ao ISCTE). Têm por base as comunicações ao colóquio organizado pelo Centro com o objectivo de proceder a um balanço dos seus primeiros 10 anos de vida.


  ALMEIDA, ANTONIO JOSE   ANTONIO JOSE ALMEIDA   BART VERSPAGEN   CALAPEZ, TERESA   CALDAS, JOSE MARIA CASTRO   CARVALHO, HELENA   COSTA, ISABEL DA   ELIZABETH REIS   FATIMA SULEMAN   FERREIRO, MARIA DE FATIMA   GODINHO, MANUEL MIRA   HELENA CARVALHO   ISABEL DA COSTA   ISABEL SALAVISA LANCA   JOSE MANUEL FELIX RIBEIRO   JOSE MARIA CASTRO CALDAS   LANCA, ISABEL SALAVISA   LIMA, MARIA DA PAZ CAMPOS LIMA   LOPES, RAUL   LUISA OLIVEIRA   MAMEDE, RICARDO PAIS   MANUEL MIRA GODINHO   MARGARIDA PERESTRELO   MARIA DA PAZ CAMPOS LIMA LIMA   MARIA DE FATIMA FERREIRO   NAUMANN, REINHARD   OLIVEIRA, LUISA   OLIVEIRA, TERESA VIEIRA DE   PERESTRELO, MARGARIDA   RAUL LOPES   REINHARD NAUMANN   REIS, ELIZABETH   RIBEIRO, JOSE MANUEL FELIX   RICARDO PAIS MAMEDE   SULEMAN, FATIMA   TERESA CALAPEZ   TERESA VIEIRA DE OLIVEIRA   VERSPAGEN, BART   CDU 301
16 Lynx  -  PORTUGAL CHÃO
Portugal chão / org. de José Portela, João Castro Caldas . - Oeiras : Celta, 2003. - 550 p. ; 235x155 mm
Portugal Chão é um encontro de olhares sobre novas questões induzidas por rápidas mutações e rupturas dos espaços e das sociedades rurais que conduzem o leitor por percursos em que se adivinham dinâmicas portadoras de futuro. Este livro reúne contributos de autores com raízes disciplinares diversificadas, correspondendo a maior parte dos textos a um conjunto seleccionado, revisto e enriquecido de comunicações e reflexões realizadas no I Congresso de Estudos Rurais.


  AGOSTINHO DE CARVALHO   ALBERTO BAPTISTA   AMERICO M. S. CARVALHO MENDES   ANA ALEXANDRE FERNANDES   ANDREIA MAGALHAES   ANTONIO FRAGATA   ANTONIO OLIVEIRA DAS NEVES   ANTONIO SIMOES LOPES   ARTUR CRISTOVAO   BAPTISTA, ALBERTO   BAPTISTA, FERNANDO OLIVEIRA   BRITO, JOAQUIM PAIS DE   CALDAS, JOAO CASTRO   CANADAS, MARIA JOAO   CARLOS PEIXEIRA MARQUES   CARMINDA CAVACO   CARVALHO, AGOSTINHO DE   CAVACO, CARMINDA   CRISTINA JOANAZ DE MELO   CRISTOVAO, ARTUR   DINIS, ISABEL   ELISABETE FIGUEIREDO   FERNANDES, ANA ALEXANDRE   FERNANDO OLIVEIRA BAPTISTA   FIGUEIREDO, ELISABETE   FRAGATA, ANTONIO   GRACA, LAURA LARCHER   GRACIO, JOAQUIM   GUERREIRO, JOAO   ISABEL DINIS   ISABEL RODRIGO   JOAO CASTRO CALDAS   JOAO GUERREIRO   JOAQUIM GIL NAVE   JOAQUIM GRACIO   JOAQUIM PAIS DE BRITO   JOSE ANTONIO NEVES   JOSE PORTELA   JOSE REIS   LAURA LARCHER GRACA   LOPES, ANTONIO SIMOES   MAGALHAES, ANDREIA   MALTA, MIGUEL   MANUEL CARLOS SILVA   MANUELA RIBEIRO   MARIA JOAO CANADAS   MARQUES, CARLOS PEIXEIRA   MELO, CRISTINA JOANAZ DE   MENDES, AMERICO M. S. CARVALHO   MIGUEL MALTA   MONTEIRO, NUNO GONCALO   NAVE, JOAQUIM GIL   NEVES, ANTONIO OLIVEIRA DAS   NEVES, JOSE ANTONIO   NOBRE, SILVIA   NUNO GONCALO MONTEIRO   ORLANDO SIMOES   PEREZ, XERARDO PEREIRO   PORTELA, JOSE   REBELO, VASCO   REIS, JOSE   RELVAS, SONIA   RIBEIRO, MANUELA   RODRIGO, ISABEL   SILVA, MANUEL CARLOS   SILVIA NOBRE   SIMOES, ORLANDO   SONIA RELVAS   VASCO REBELO   XERARDO PEREIRO PEREZ   CDU 301
17 Lynx  -  LOPES, Fernando Farelo
Os partidos políticos : modelos e realidades na Europa ocidental e em Portugal / Fernando Farelo Lopes . - Oeiras : Celta, 2004. - 176 p. ; 235x155 mm
Esta obra trata dos modelos teóricos de partido e dos partidos que existem, na realidade, nos países da Europa ocidental (e em Portugal). A perspectiva é organizacional e histórica, analisando-se a multiplicidade de tipos de partidos do século XIX ao tempo presente.No primeiro capítulo, são apresentados os contributos teóricos de Maurice Duverger, Otto Kirchheimer, Angelo Panebianco e Richard Katz/Peter Mair. No segundo, procede-se ao esclarecimento conceptual dos modelos analíticos sobre os partidos políticos. Nos restantes capítulos, são descritos, sucessivamente, os diferentes modelos, referenciando-se a sua discussão aos partidos concretos que lhes correspondem.Dentre os motivos de interesse que os leitores portugueses poderão encontrar neste livro, cumpre destacar: em primeiro lugar, a reunião, num mesmo volume, dos modelos e tipologias de partidos mais conhecidos, dos clássicos aos contemporâneos; em segundo lugar, uma primeira análise dos partidos portugueses à luz desses modelos; finalmente, uma síntese das tendências organizativas prevalecentes nos partidos da Europa ocidental, incluindo as mais recentes.


  FERNANDO FARELO LOPES   LOPES, FERNANDO FARELO   CDU 32
18 Lynx  -  NERY, Isabel
Política e jornais : encontros mediáticos / Isabel Nery . - Oeiras : Celta, 2004. - 148 p. ; 235x155 mm
Tudo indica que o desinteresse dos cidadãos pela política se reflecte já na imprensa. Mas Política e Jornais tenta ir mais longe, analisando a relação entre o acontecimento, o jornalismo e a política.Política e Jornais surge para responder a uma pergunta: estará a política a perder espaço público? Para encontrar a solução, Isabel Nery partiu do estudo das primeiras páginas de jornais diários portugueses.Porque as mutações do fazer jornalístico têm sido acompanhadas por mutações do fazer político, a notícia passou a influenciar sistematicamente a vida política. O acontecimento deixou de ser um simples relato de ocorrências para se transformar em problema público, convocando a política para a sua própria arena - a mediática.


  ISABEL NERY   NERY, ISABEL   CDU 32
19 Lynx  -  O PARTIDO SOCIALISTA E A DEMOCRACIA
O Partido Socialista e a democracia / org. de Vitalino Canas . - Oeiras : Celta, 2005. - 386 p. ; 235x155 mm


  ANDRE FREIRE   ANTONIO REIS   AUGUSTO SANTOS SILVA   BARRETO, JOSE   CANAS, VITALINO   CRUZ, MANUEL BRAGA DA   DURAO, VASCO   FERNANDO FARELO LOPES   FILIPE NUNES   FREIRE, ANDRE   JOSE BARRETO   JULIET ANTUNES SABLOSKY   LOBO, MARINA COSTA   LOPES, FERNANDO FARELO   MAGALHAES, PEDRO C.   MANUEL BRAGA DA CRUZ   MARIA JOSE STOCK   MARINA COSTA LOBO   MARTINS, SUSANA   NUNES, FILIPE   PEDRO C. MAGALHAES   REIS, ANTONIO   SABLOSKY, JULIET ANTUNES   SILVA, AUGUSTO SANTOS   STOCK, MARIA JOSE   SUSANA MARTINS   VASCO DURAO   VITALINO CANAS   CDU 32
20 Lynx  -  NOVOS OLHARES
Novos olhares : passado e presente nos estudos sobre as mulheres em Portugal / org. de Teresa Joaquim, Anabela Galhardo . - Oeiras : Celta, 2003. - 144 p. ; 235x155 mm
Em Novos Olhares faz-se a apresentação de algumas das dissertações realizadas no âmbito do mestrado em Estudos sobre as Mulheres, da Universidade Aberta. Esta colectânea de textos pretende dar a ver não só um novo olhar sobre o passado, mas também uma nova maneira de olhar sobre temas e questões que quase não foram pensados nas ciências sociais e humanas em Portugal.Novo olhar que se constrói numa travessia temporal (séculos XVI a XX), espacial (âmbito doméstico, na escola, no emprego) e disciplinar (literatura, filosofia, psicanálise, psicologia social, história).


  ALMEIDA, MARIA VANDA   ANA ISABEL CRESPO   ANA MONTEIRO FERREIRA   ANABELA GALHARDO   CRESPO, ANA ISABEL   FERREIRA, ANA MONTEIRO   GABRIELA SALGUEIRO   GALHARDO, ANABELA   ILDEFONSO, ISABEL   ISABEL ILDEFONSO   JOAQUIM, TERESA   MADALENO, MARIA DE FATIMA   MANUELA TAVARES   MARIA DE FATIMA MADALENO   MARIA DE FATIMA MONTEIRO   MARIA TERESA VALENTE PINTO   MARIA VANDA ALMEIDA   MONTEIRO, MARIA DE FATIMA   NUNES, PATRICIA   OLIVEIRA, PAULO VAZ DE   PATRICIA NUNES   PAULO VAZ DE OLIVEIRA   PINTO, MARIA TERESA VALENTE   SALGUEIRO, GABRIELA   TAVARES, MANUELA   TERESA JOAQUIM   CDU 93

Resultado  
 20 seguintes  Fim
Formato  Criar ficheiro de texto
 Ver registos seleccionados
 Versão para imprimir
 Abreviar as referências
 Enviar por email
   Fazer nova pesquisa

Powered by SIRIUS

Escaparate é um serviço da BookMARC para a comunidade do livro